Repasse e gestão de recursos federais são pautas de reunião da secretária Karlúcia Macêdo junto ao Fundo Nacional de Assistência Social – FNAS

Em Brasília, a secretária de Assistência Social e Trabalho de Barreiras, Karlúcia Macêdo, se reuniu na última terça-feira (7), com o representante do Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS), Joilson Veras. A conversa girou em torno de dois assuntos principais, a transferência de recursos na modalidade fundo a fundo e o cofinanciamento do quinto CRAS.

De acordo com a secretária, o encontro foi importante para sanar dúvidas em relação aos recursos repassados pelo Governo Federal destinados à área da assistência social. “Todos os recursos para execução dos serviços socioassistenciais, programas e para o apoio e aprimoramento da gestão do CadÚnico e do Auxílio Brasil são transferidos aos estados e municípios via fundo a fundo. Em Barreiras a prestação de contas da aplicação de tais recursos é feita de forma responsável e dentro dos prazos previstos, neste encontro esclarecemos algumas pendências e fortalecemos nossos conhecimentos sobre o assunto”, disse.

O cofinanciamento do quinto CRAS, também compôs a pauta do encontro. Durante a pandemia, de forma excepcional, Barreiras, assim como outros municípios brasileiros, recebeu o repasse de recursos em uma parcela única, referente aos doze meses do ano de 2020. Como houve também um saldo restante, agora é necessário fazer a adequada contabilização e controle desses recursos. Para que isso ocorra sem falhas e de forma segura e correta, a questão foi abordada durante a reunião.

Já à tarde, a secretária se reuniu com o coordenador de Fortalecimento de Garantias de Direitos do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Carlos Roberto de Bastos Lima, para tratar sobre o processo de doação de um carro zero km para o Conselho Tutelar, uma vez que o município já cumpriu com os requisitos de preenchimento do sistema SIG MDH. Conforme a secretária Karlúcia Macêdo, este veículo será importante para reforçar o Conselho Tutelar para que o trabalho dos conselheiros seja mais ágil e eficaz.

Dircom/PMB – 15.12.2021

  • Compartilhe: