Profissionais de saúde participam de curso sobre uso de equipamentos de proteção individual

A orientação é um dos pontos-chave para garantir a segurança da população e profissionais envolvidos no enfrentamento à pandemia da Covid – 19. Em Barreiras e em todo o Brasil, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos da área estão nessa linha de frente, garantindo o atendimento aos casos suspeitos e confirmados da doença. Assim, na manhã do último sábado, 04, o Hospital Municipal Eurico Dutra, que agora é o Centro de Referência Regional de atendimento para Covid-19, preparou sua equipe por meio de um curso sobre a utilização dos equipamentos de proteção individual.

Além da equipe médica e técnica, a qualificação conduzida pelo médico especialista em infectologia Luciano Reale, contou com a presença do secretário municipal de saúde Anderson Vian, do diretor médico da unidade Rodrigo Melo e a diretora administrativa Kátia Sales, cerca de 20 pessoas participaram. “O curso tratou da paramentação e retirada desses equipamentos de proteção individual: gorro, máscara, luva, avental e máscara facial. Temos visto na mídia a morte de profissionais de saúde e o nosso intuito aqui é protegê-los ainda mais para que não sejam infectados pela doença”, destacou o diretor Rodrigo Melo.

Segundo o secretário municipal de saúde, Anderson Vian, a educação continuada das equipes de saúde já era uma realidade nas unidades. Agora, o momento exige ainda mais atenção e cuidado. “A estrutura de atendimento do Eurico Dutra foi renovada e nada mais coerente do que também preparar esta equipe sobre a maneira mais segura de enfrentar o coronavírus. Esse trabalho também foi realizado com os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, que são responsáveis pela condução diária de pacientes”, comentou o secretário.

A unidade de referência irá atender pacientes de Barreiras e região, ofertando o acolhimento, a triagem e coleta de exames em acordo às classificações de risco, estabelecidas pelos protocolos do Ministério da Saúde. O Hospital, que foi totalmente restruturado, conta com 12 leitos, sendo 10 de observação e internamento, e dois leitos na sala vermelha, de estabilização para pacientes que apresentarem sintomatologia respiratória, além de respiradores, monitores e carrinhos de emergência que funcionarão 24 horas.

 

  • Compartilhe: