Prefeitura de Barreiras empossa conselheiros tutelares e suplentes para exercício 2020-2023

Cinco conselheiros tutelares e seus suplentes, eleitos e reeleitos em outubro de 2019, foram empossados oficialmente na manhã desta sexta-feira (10), no auditório da Prefeitura de Barreiras. Durante a cerimônia que foi acompanhada por vereadores, membros da gestão, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA, Polícia Militar, sociedade e entidades ligadas à rede de proteção social do município, além da assinatura dos termos de posse, foram entregues os certificados e coletes de identificação dos conselheiros.

“O município está muito feliz com a chegada dos novos conselheiros, agradecemos e parabenizamos todos os eleitos, porque sabemos do empenho que cada um terá. Esse processo de escolha, feito espontaneamente, foi tocante para a sociedade barreirense”, disse Sâmya Rodrigues, presidente da Comissão Eleitoral.

A partir de agora, os conselheiros atuarão em defesa das crianças e adolescentes pelo período de quatro anos, iniciando os trabalhos no dia 13 de janeiro, próxima segunda-feira. A Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho, já iniciou as atividades de capacitação, e no dia 14 de janeiro mais uma etapa será executada.

“Foi uma eleição com muita tranquilidade e transparência em todas as etapas, onde todas as dúvidas que surgiram posteriormente foram sanadas. Continuaremos lutando pela redução dos índices de violência e exploração das nossas crianças e jovens no município de Barreiras, e o Conselho Tutelar tem papel essencial nessa luta”, destacou a presidente do CMDCA e secretária de assistência social e trabalho, Karlúcia Macêdo.

A chefe de gabinete, Marileide Carvalho, representou o prefeito Zito Barbosa, também marcaram presença o comandante da 84ª CIPM, Major Aquino, a vice-presidente do CMDCA, Makena Tomé, o secretário de indústria, comércio e serviços, Carlos Costa, o procurador geral do município Túlio Viana e o controlador Aldir Resmini.

Após a leitura do juramento, a conselheira Maria Sueli Soares falou sobre a importância e os desafios do ofício. “É uma função árdua que faz com que os direitos das crianças e adolescentes sejam mantidos, com a colaboração da nossa rede de proteção social e da Secretaria de Assistência Social. Agradeço muito o apoio da minha família e de todas as pessoas que acreditam no nosso trabalho”, finalizou.

  • Compartilhe: