Pacientes de Barreiras e região recebem próteses e órteses no Ceproeste

A entrega de 24 próteses e 14 órteses – dispositivos que auxiliam os pacientes a recuperarem a mobilidade no dia a dia – marcou a quarta-feira (29), no Centro de Prevenção e Reabilitação de Deficiências do Oeste da Bahia (Ceproeste), em Barreiras. Eles receberam os aparelhos após cumprirem todas as etapas prévias de medições e provas, agora, passarão por um treinamento sob os cuidados de fisioterapeutas e psicólogos que integram a equipe do Ceproeste.

Para Katilene Pereira de Oliveira, que veio da cidade de Serra Dourada, a expectativa foi grande para colocar a prótese do pé esquerdo. Há um ano e meio ela perdeu o membro após um acidente de moto, de lá para cá, vem sendo assistida no Centro de Reabilitação. “O acolhimento aqui é muito bom, eles procuram oferecer o que tem de melhor para cada paciente. Hoje minha expectativa é voltar a ter mais independência no ir e vir, é um dia muito esperado por todos que estão aqui”, disse.

Como Katilene, pacientes de 37 municípios, além de Barreiras, recebem reabilitação física e intelectual no Ceproeste.  O fornecimento de equipamentos para auxiliar a locomoção como as próteses, órteses e cadeiras de rodas é um dos serviços realizados no local. “As pessoas chegam até aqui por encaminhamento das unidades de saúde ou por demanda espontânea, os casos mais comuns para uso de próteses ortopédicas são amputações por diabetes, câncer ósseo, doenças vasculares, má formação congênita e acidentes”, explica o coordenador administrativo, Uilliam de Lima Queiroz.

Aos 69 anos, João Lira Silva recebeu uma órtese para ajudar no movimento da mão e evitar que fique atrofiada. Ele possui limitações motoras após sofrer um traumatismo craniano há cinco anos. “Meu pai é totalmente dependente, ficou cego de um olho e passa o dia na cama, esta órtese será importante para abrir a mão e manter os movimentos”, fala a filha Darilene Pereira da Silva.

A subsecretária de saúde de Barreiras, Jamile Rodrigues, que esteve no Ceproeste acompanhada pela primeira dama Marisete Bastos, revela que as entregas são realizadas de acordo com a demanda, geralmente, a cada mês. “Nosso esforço é grande para oferecer mais autonomia e qualidade de vida aos pacientes, além, claro, do bem-estar psicológico com a inserção destes pacientes no contexto social. Amanhã será um dia de provas para pacientes que já tiraram as medidas no mês passado, após os ajustes, serão os próximos a receberem os dispositivos”, diz.

Ceproeste – Coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde, o Ceproeste funciona em Barreirinhas, próximo ao Parque Engenheiro Geraldo Rocha. Dentre os atendimentos oferecidos, destacam- se a reabilitação física e intelectual adulto-infantil. Conta com equipe multiprofissional composta por fisioterapeuta, neurologista, ortopedista, clínico geral, psicólogos, enfermeiros, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, nutricionista, psicopedagoga e assistente social.

Dircom/PMB – 29.09.2021

 

  • Compartilhe: