Em reunião na CDL, Prefeitura de Barreiras reforça diálogo com comerciantes das áreas de beleza, alimentação e academias

Na manhã desta quarta-feira, 27, o secretário de saúde Anderson Vian, integrantes do Comitê de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE) e da administração pública municipal se reuniram com comerciantes, donos de bares, restaurantes, salões, academias, Sindilojas Oeste e Câmara de Dirigentes Lojistas de Barreiras – CDL para falar sobre os direcionamentos que a Prefeitura de Barreiras deverá seguir nos próximos dias com relação ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

A perspectiva é reforçar os protocolos de segurança, fiscalização e medidas sanitárias para que as atividades comerciais sejam realizadas com resguardo à saúde dos trabalhadores e consumidores. A Prefeitura tem ainda um plano de ação para cada secretaria com foco no combate à Covid-19, baseado no cenário epidemiológico do município e na avaliação dos especialistas em saúde.

Barreiras não registrou até a manhã de quarta-feira nenhum caso grave da doença e dos 39 confirmados, 13 já obtiveram alta médica. “Sempre que surge um novo caso, a equipe técnica faz o imediato rastreio e monitoramento desse indivíduo, o que inclui desde a identificação do seu grupo social até os locais por onde passou. Toda tomada de decisão é norteada pela capacidade da rede pública de saúde em atender os casos confirmados, nos impactos sociais da pandemia. Nas últimas reuniões do COE, também avaliamos as demandas encaminhadas pelos segmentos diversos do comércio local sobre a necessidade de detalhar os padrões de segurança no atendimento”, explicou o secretário de saúde Anderson Vian.

O momento também foi para esclarecer dúvidas e ouvir anseios dos comerciantes sobre o funcionamento dos estabelecimentos neste período. Assim, a Prefeitura está produzindo de modo mais detalhado junto com o COE as normatizas de funcionamento para cada segmento do comércio, além das já previstas nos decretos municipais e estaduais.

Segundo o presidente da CDL, Fábio Nogueira, a instituição tem investido no diálogo com associados e não associados no intuito de fortalecer a união entre o poder público e privado no cumprimento dos protocolos estabelecidos para que o comércio se mantenha em funcionamento. “Estamos em contato direto com a Prefeitura, desde o surgimento do primeiro caso em março, estamos à disposição de todos. A CDL é casa do comerciante, mas também estamos junto com a Prefeitura, engajadas com cada segmento neste momento que é difícil para todos nós”, acrescentou.

Também participaram do debate, a chefe de gabinete Marileide Carvalho, o coordenador da Vigilância Sanitária Canuto Ayres, o representante do Sindilojas Oeste Carlos Henrique Costa, o subsecretário municipal de indústria e comércio Roberto de Carvalho, o gerente regional do Sebrae, Emerson Cardoso, a subcoordenadora municipal de compras Luana Castro e da especialista em saúde do trabalhador Janaina Oliveira.

  • Compartilhe: