Bacia Hidrográfica do Rio de Ondas passará por levantamento de usos de recursos hídricos

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Barreiras e presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Grande (CBHRG), Demósthenes Júnior, participou nessa quinta-feira (9), durante a XLII Plenária Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) realizada em Salvador, da assinatura de um termo de Cooperação Técnica para realização do levantamento de usos de recursos hídricos na bacia do Rio de Ondas.

A bacia hidrográfica do Rio de Ondas está localizada entre os municípios de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães e drena uma área de aproximadamente 5.559 km², seus principais tributários são: Rio das Pedras, Rio Borá e o Rio Cabeceira de Pedras. O Rio de Ondas é um afluente do Rio Grande, que por sua vez, é afluente do Rio São Francisco.

A proposta do acordo de Cooperação Técnica conta com a participação do CBHSF, CBH Rio Grande, Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (SEMA), Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) e Agência Peixe Vivo, com responsabilidades e atribuições específicas a cada partícipe. Será elaborado também um plano de trabalho esclarecendo os objetivos do estudo, produtos esperados e outras especificações técnicas, financiados pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, com recursos da cobrança pelo uso da água.

“O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco considera esse Termo de Cooperação essencial para que o nosso comitê possa apoiar as ações do Comitê do Rio Grande, queremos conhecer e apoiar a implementação de instrumentos de gestão nessa bacia tão importante que é o Grande, que contribui tanto com a vazão do Rio São Francisco”, ressaltou o presidente da Bacia do Rio São Francisco José Maciel.

O acordo tem o objetivo de desenvolver um instrumento de gestão de recursos hídricos capaz de realizar serviços de levantamento aerofotogramétrico para cadastramento de usuários, permitindo a identificação de usos ainda não cadastrados. O trabalho consiste em realizar a primeira etapa do cadastro de usuários, a partir de levantamento aerofotogramétrico (voo tripulado) dos usos de água da bacia do Rio de Ondas, afluente do Rio Grande. O cadastro de usuários de água é uma ferramenta que possibilita uma gestão mais eficiente através do acesso a informações mais precisas e objetivas.

Segundo Demósthenes Júnior, o trabalho será pioneiro na bacia hidrográfica do Rio Grande, sendo uma ferramenta fundamental para a gestão das águas na bacia do rio de ondas. “Esse é um projeto piloto realizado na bacia do Rio Grande de fundamental importância na gestão dos recursos hídricos, que visa o melhor do uso da água para garantir os usos múltiplos. Quero agradecer ao Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco pelo atendimento ao nosso pleito”, destacou.

Dircom/PMB – 10.12.2021

  • Compartilhe: