Barreiras: Palestra sobre Legislação Ambiental é ministrada para alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar

Na manhã desta sexta-feira (17), alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar passaram por uma capacitação, por meio de uma palestra sobre a Legislação Ambiental voltada à desobediência e crimes ambientais, no 10° Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação (BEIC). Durante toda a manhã, os 59 alunos que participaram da palestra puderam esclarecer dúvidas, aprender sobre as leis e o mais importante, a aplicabilidade dela durante as abordagens. A palestra foi ministrada pelo coordenador de Fiscalização Ambiental, Judson Almeida, vinculado à Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Segundo o coordenador de Fiscalização Ambiental, o assunto abordado é pertinente, uma vez que em breve, esses alunos que hoje estão recebendo essa instrução, estarão nas ruas também combatendo crimes ambientais. “Foi colocado em discussão na palestra os crimes ambientais como as queimadas, poluição sonora, maus tratos a animais, dentre outros. É importante ressaltar também, as Leis Municipais que foram trazidas para discussão como, por exemplo, a Lei Municipal 480/99 que dispõe sobre o controle da emissão de ruídos no município de Barreiras, e a Lei do Silêncio, onde esta, não se aplica apenas após as 22h, som alto e barulho a qualquer hora do dia pode dar multa, e essas, são informações importantes que todos devem saber”, pontuou Judson Almeida.

O comandante do 10° BEIC, Ten. Coronel Camilo Uzêda, ressaltou a importância desse momento no curso, onde os alunos em formação têm uma sequência de palestras, principalmente, com temas que abordem situações que a Polícia Militar lida no dia a dia. “Esse curso de Formação de Soldados da Polícia Militar dura cerca de nove meses e nesse período nós vamos trazendo temas de acordo a vivência dos policiais militares. Atualmente, temos 73 alunos em formação, 60 em Barreiras e 13 em outras cidades, mas todos eles virão para Barreiras e posteriormente serão encaminhados para outras cidades aqui do Oeste. E hoje aqui, falamos sobre a Legislação Ambiental voltada a desobediência e crimes ambientais, que é algo de extrema importância para esses alunos em formação tomarem conhecimento das leis e suas aplicabilidades”, concluiu o comandante Uzêda.

Além da parte teórica, os alunos em formação tiveram a parte prática onde aprenderam a utilizar as funções do decibelímetro, um equipamento projetado para realizar a medição do nível de pressão sonora, e plantaram, cada um, uma pé de ipê que deve ser bem cuidado até o final do curso, previsto para abril.

Dircom/PMB 17.09.2021

  • Compartilhe: