Secretaria de Saúde de Barreiras apresenta 2° Relatório Detalhado do Quadrimestre Anterior

Na tarde dessa segunda-feira (27), a Secretaria de Saúde de Barreiras apresentou o Relatório do Quadrimestre Anterior – RDQA, no Plenário Aroldo Cavalcante, na Câmara de Vereadores. As assessoras técnicas, Maria Messias e Ivana Carinhanha, trouxeram dados importantes, além da aplicação dos recursos sobre a oferta de serviços, rede física prestadora de serviços do SUS e os indicadores de saúde da população de Barreiras. A apresentação do Relatório Quadrimestral foi aberta ao público e contou com a presença do vice-prefeito, Emerson Cardoso; da subsecretária de Saúde, Jamile Rodrigues; do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Gilvan Ferreira; dos vereadores Rider Castro; Dr. Sileno Cerqueira; Yure Ramon; Valdimiro José; Francisco Sobrinho e demais colaboradores da Secretaria de Saúde.

Até o segundo quadrimestre, o município aplicou R$ 36.950.236,78 em ações e serviços públicos de saúde que corresponde ao índice de 16,96%, sendo aplicado a mais R$ 4.285.652,44, considerando o valor executado e o limite constitucional. Em relação às despesas com o enfrentamento da COVID-19, até o segundo quadrimestre o município gastou com recursos próprios o valor de R$ 2.477.386,34.

Vale ressaltar que nesse quadrimestre, houve a ampliação da rede física prestadora de serviços do Sistema Único de Saúde – SUS, que era de 78 unidades de saúde, e agora são 133 unidades, comparando os estabelecimentos de saúde registrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES, por tipos de gestão, no período de 2017 a 2021. Na Atenção Básica, atendimentos individuais, odontológicos, visitas e atendimentos domiciliares, atividades coletivas, dentre outros, resultaram em um total de 571.082 atendimentos. Já na urgência e emergência, foram 20.080 procedimentos nas modalidades: clínico, cirúrgico, com finalidade diagnóstica, dentre outras.

Já nos procedimentos clínicos e cirúrgicos foi registrado o aumento no faturamento de Autorização de Internação Hospitalar (AIH), que no segundo quadrimestre, foi de 2.138 quando comparado ao 1º quadrimestre, que foi de 637 procedimentos. Segundo a assessora técnica Maria Messias este avanço é muito importante, pois, a gestão vem intensificando no monitoramento de registro das produções feitas nos estabelecimentos de saúde. Dos 23 indicadores de saúde apresentados, ficaram evidenciados os avanços alcançados, sobretudo, na cobertura populacional estimada pelas equipes de Atenção Básica, ressaltando, a necessidade de fortalecer as ações e criar estratégias para melhorar outros indicadores até o final do exercício.

Para a assessora técnica Ivana Carinhanha, este momento é de muita importância. “É o momento para que a população avalie os serviços ofertados, os indicadores de saúde, como também, os recursos que vêm sendo aplicados na manutenção e estruturação dos serviços públicos de saúde. Ressaltamos aqui o comprometimento das equipes na melhoria dos serviços e indicadores e o da gestão em proporcionar para a população uma Saúde cada vez mais humanizada”, enfatizou Ivana.

Dircom/PMB 28.09.2021

  • Compartilhe: