Roda de Conversa marca discussão sobre temática da Semana da Consciência Negra “A desigualdade racial na realização pessoal, profissional e social”, em Barreiras

Uma noite marcada por histórias, vivências e depoimentos que estimularam a reflexão e a discussão sobre o combate ao racismo estrutural da sociedade. Foi assim, na noite desta quinta-feira (18), na Roda de Conversa realizada no Centro Cultural Rivelino de Carvalho fazendo parte da programação da Semana da Consciência Negra, realizada em Barreiras. Essa é uma iniciativa da Prefeitura de Barreiras por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, através da Diretoria de Cultura.

Com abertura da diretora de cultura, Emília Moreno e que também contou com a presença da assessora especial chefe, Marileide Carvalho, e do subdirector de Cultura, Júnior Magalhães. A Roda de Conversa foi mediada pela professora da Universidade do Estado da Bahia, Marilde Queiroz, e teve como expositores o diretor do Campus IX da Universidade do Estado da Bahia, professor Joaquim Neto, o pedagogo e aspirante a oficial da Polícia Militar, Romenil de Sousa Lima, o bacharel em Direito, Samuel Bruno e o gestor para Projetos Hoteleiros, Alimentos e Bebidas, Wellinghton Santos.

Para a mediadora da Roda de Conversa, professora Marilde Queiroz, os depoimentos trazidos pelos convidados, a partir de suas vivências pessoais e profissionais, trouxeram marcas concretas da desigualdade em várias dimensões – racial, econômica, social, cultural-, que caracterizam o racismo estrutural.

“Destaco a iniciativa e sensibilidade dos gestores municipais em trazerem à reflexão uma temática de alta relevância social, que nos é tão cara, contudo, necessária para uma conscientização profunda de que o racismo é nefasto para a população negra, mas, infelizmente, ainda persiste na sociedade brasileira”, ressaltou Marilde Queiroz, concluindo que construir pontes que aproximem as realidades de brancos e negros no Brasil é um desafio monumental de engenharia social, econômica e política.

O dia ainda contou com a execução da Oficina de criação e confecção de moda afro-brasileira com o professor Dalvan Felipe. A atividade valoriza a cultura negra, por meio do conhecimento e fortalecimento desta arte e sua expressão de uma cultura que construiu parte do nosso país.

E nesta sexta-feira (19) e sábado (20), às 20h, acontece no Centro Cultural Rivelino de Carvalho o “Show Nativo” com Bosco Fernandes, encerrando a programação de atividades.

Dircom/PMB 19.11.2021

  • Compartilhe: