Assinatura de convênios com entidades fortalece rede de proteção social em Barreiras

Entidades sem fins lucrativos que atuam na área de assistência social, saúde, educação e inclusão assinaram na tarde dessa quarta-feira, 19, o convênio de parceria com a Prefeitura de Barreiras. A partir deste ano, os projetos receberão recursos para fortalecer atividades que vão desde o apoio aos dependentes químicos até a qualificação de pessoas com deficiências.

O ato de assinatura foi realizado no gabinete da prefeitura com a presença de secretários de governo, vereadores e o prefeito Zito Barbosa. Segundo ele, os planejamento municipal seguirá no sentido de aumentar a receita municipal e ampliar futuramente os convênios.

“É uma alegria firmar estes convênios, mudando também o modelo de parceria com as instituições. Neste ano, atuaremos para que não haja um dia sequer de atraso nos repasses. Ano que vem, trabalharemos com a continuidade e nos esforçaremos para ampliar as parcerias”, destacou o prefeito de Barreiras.

Desde o início do ano, a Prefeitura veio realizando adequações legais junto às secretarias municipais no intuito de viabilizar o convênio com as entidades sem desconsiderar a realidade financeira dos gastos públicos. Oito delas assinaram a documentação, o Projeto Catavento que funciona com sete núcleos em Barreiras, também estará entre as unidades conveniadas.

“Realizamos hoje um sonho, não poderia deixar de reconhecer o empenho da administração em pela primeira vez realizar tudo com cautela, responsabilidade e primar a partir de então pela pontualidade. Nosso trabalho é difícil e convidamos todos a conhecer de perto, a Prefeitura pode contar com o nosso apoio”, disse Delma Pedra, representante da Casa de Reintegração Social Nova Vida.

A Secretaria de Assistência Social e Trabalho, e a Secretaria de Educação são as principais mediadoras entre Prefeitura e entidades durante as rotinas de trabalho. Segundo a secretária Gabriela Nogueira, esse diálogo é essencial no fortalecimento de vínculos e resgate das pessoas em vulnerabilidade.

“Estamos em tempo de superar desafios, é uma alegria muito grande participar desse diálogo, nessa caminhada não podemos estar sozinhos. Esse trabalho social muitas vezes atende às pessoas que perderam o vínculo familiar, nosso papel é de alta complexidade e contamos com as entidades para a humanização desses serviços”, comentou Gabriela Nogueira, secretária de assistência social.

  • Compartilhe: